quinta-feira, 26 de junho de 2008

Taciturnidade.

O passado, ao passar, passou
Doente, de vez deixou de deixar
Amargo amor, amante, amado
Som, surto, sonífero, somente seu
Berrar, bom, belo, bastante
Ágil, silencia o coração meu...

Renan do Nascimento Coelho

[ Em recuperação só escrevo cálculos... tá difícil...]

2 comentários:

vanessa disse...

taturnidade? nem conhecia essa palavra, haha;

lindo, como sempre.

vanessa disse...

taciturnidade*