domingo, 16 de dezembro de 2007

Versos de Bem Querer

Tenho em mim algo sábio
No qual busco real valor
Doce como puros lábios
Valente como proibido amor

Toma-me de vez o peito
Ganha-me sem nenhum temor
Sofro por servir de leito
Mas em ti caio em louvor

Será que um dia te findas?
Fonte intensa de terno sabor
Minh´alma feliz canta e
Fica pra trás o que já foi dor

Descubro em ti ser hábil
Deleito-me em teu calor
Doce como puros lábios
Valente como proibido amor

2 comentários:

Anônimo disse...

é como se o tempo te desse as costas, quando você mais precisasse dele. como se na parte do suspense, não tivesse susto. e a batida do coração, de pura ansiedade, naquele momento, fosse em vão. é como se fosse...

daparafuseta disse...

eu gostaria de sentir isso.
tu leva jeito meu guri.