quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Poeminha de Verão

Braços
De afeto farto
Cabelos
De afável olfato
Derreto-me
Estúpido fato
E morro
Estupefato

3 comentários:

Ser em construção disse...

Poucos entendem a magia das palavras.
Continue nesse descompasso.
Beijos.

Anônimo disse...

Gosto desse. :)

Anônimo disse...

Gosto desse. :)